Big Data na gestão de pessoas: Qual a sua importância no setor público?

A utilização de recursos como o Big Data na gestão de pessoas e Business Intelligence, vêm crescendo a cada dia, tanto no setor privado, quanto no público. Com o advento da transformação digital, os dados são produzidos em grande quantidade e em curto espaço de tempo.

Desta forma, a utilização de big data na gestão de pessoas permite que informações relevantes e estratégicas sejam apuradas e mensuradas, levando aos resultados positivos para a instituição.

Neste post, você vai entender o que é big data, a sua diferença com o Business Intelligence e as vantagens de contar com o recurso no setor público.

Continue conosco!

O que é Big Data?

Os usuários dos serviços públicos têm expectativas voltadas à eficiência, agilidade e segurança nas operações requisitadas aos órgãos.

Por outro lado, os gestores almejam alcançar resultados positivos em curto espaço de tempo, delegar atividades de forma eficiente, obter respostas que auxiliam a tomada de decisão de forma mais assertiva, aumentar a produtividade dos colaboradores, entre outros.

Para que tudo isso seja alcançado, contar com recursos tecnológicos nas instituições do setor público, torna-se imprescindível.

A utilização do Big Data na gestão de pessoas é importante para que se possa acompanhar o desenvolvimento dos colaboradores, engajamento e trabalhar a retenção de talentos.

O Big Data absorve várias informações que podem, ou não, ser relevantes.

Leia também: People Analytics: Entenda sua importância para a gestão

A sua utilização permite o armazenamento de grandes quantidades de dados em espaços de tempo curtos, e dessa maneira, auxilia no fornecimento de insights para as melhorias na instituição e também na gestão de pessoas.

É comum que muitas pessoas pessoas confundam o Big Data com Business Intelligence. Porém, eles não são a mesma coisa e é válido ressaltarmos as diferenças.

Acompanhe!

Leia também: Como o pós-pandemia impactará a gestão de pessoas?

big data na gestão de pessoas

Diferença entre Big Data e Business Intelligence (BI)

Vimos, anteriormente, que o Big Data armazena grandes quantidades de informações em um curto período de tempo e que estas informações podem, ou não, ser relevantes.

O Business Intelligence trabalha de uma forma mais “enxuta”, em que há a separação dos dados para que eles possam ser trabalhados de maneira estratégica.

Além disso, também possibilita a identificação de tendências e mudanças do mercado e a antecipação de possíveis problemas, de forma que a resolução pode ser pensada e colocada em prática em tempo hábil.

A ferramenta capta um grande fluxo de informações e é capaz de organizá-las de forma a gerar soluções que auxiliam os gestores nas tomadas de decisões. Utilizar recursos como Big Data na gestão de pessoas e também o BI, permite que os processos de recrutamento e seleção sejam otimizados.

Leia também: RH estratégico: Como beneficia a gestão pública?

Informações relevantes como perfil do colaborador e as reais necessidades da organização são coletadas e mensuradas, fazendo com que haja a compreensão acerca da melhor estratégia a ser adotada.

As vantagens de contar com a utilização do Big Data na gestão de pessoas são diversas, porém, podemos citar:

  • Análises de falhas nos processos
  • Decisões estratégicas acertadas
  • Retenção de talentos
  • Redução de custos
  • Otimização dos processos de gestão de pessoas
  • Conquista de times de alta performance

Neste post abordamos a importância da utilização do Big Data na gestão de pessoas no setor público e a diferença entre o Business Intelligence. Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!

Gestão de PessoasPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.