Metodologia Ágil no Setor Público

Metodologia Ágil no Setor Público: Como implantar?

Um dos desafios enfrentados pelos gestores refere-se ao gerenciamento de projetos. A implementação da metodologia ágil no setor público é uma ótima alternativa para otimizar as atividades e promover uma gestão eficiente.

Neste post, você verá como fazer isso e tornar os processos mais eficientes.

Continue a leitura!

O que é Metodologia Ágil?

A transformação digital trouxe benefícios para vários setores, e com o setor público não foi diferente. A utilização de metodologias ágeis no gerenciamento de processos e atividades é alinhada ao Manifesto Ágil, um documento que declara os valores e princípios essenciais para o desenvolvimento de software.

O Manifesto Ágil surgiu em meados de fevereiro de 2001, quando um grupo de 17 desenvolvedores se reuniu nos EUA, para discutir maneiras de desenvolvimento mais ágeis baseadas em suas experiências. Neste documento, constam 12 princípios da metodologia ágil e quatro fundamentos-chave:

  • Colaboração com o cliente acima de negociação de contratos
  • Resposta às transformações / mudanças
  • Indivíduos e interações acima de processos e ferramentas
  • Software funcionando acima de documentação abrangente

A implementação de metodologias ágeis nas organizações públicas otimiza o trabalho das equipes e gera resultados satisfatórios, como a melhoria na experiência do usuário, além de economia de recursos. Dentre os princípios da metodologia ágil, podemos citar:

  • Entregar valor de forma contínua e rápida aos clientes
  • Manter a colaboração das partes envolvidas em todo o projeto diariamente
  • Eliminar o máximo de esforços que não geram valor ao produto
  • Reflexão por parte dos times de colaboradores quanto à melhora da sua eficiência e eficácia de modo que seu comportamento seja otimizado

Do inglês Agile Software Development, a metodologia ágil tem como objetivo otimizar processos conhecidos por serem lentos e burocráticos, a fim de reduzir o ciclo de desenvolvimento em semanas ou meses.

Dentre as principais características dos métodos ágeis, estão: adaptabilidade, simplicidade, feedback constante e equipes de alta performance.

Leia também: Tendências para Gestão de Pessoas no Setor Público

A seguir, conheça alguns dos principais métodos ágeis.

Scrum

O Scrum é uma metodologia ágil advinda da área de tecnologia da informação. Ela é voltada à gestão e ao planejamento de projetos de software. No Scrum, os projetos são divididos em ciclos mensais, denominados “sprints”, que representa um período em que as atividades devem ser realizadas e entregues. As funcionalidades que devem ser implementadas na solução em desenvolvimento são mantidas em uma lista denominada “backlog”.

Extreme Programming (XP)

A metodologia Extreme Programming (XP) ou Programação Extrema (em sua tradução para o português) é focada no desenvolvimento de software.

O XP pode ser utilizado de forma complementar ao Scrum, pois é mais focado no processo de engenharia e desenvolvimento de soluções.

Microsoft Solutions Framework (MSF)

Quando o assunto é o desenvolvimento de soluções tecnológicas através de equipes reduzidas e de alta performance, a metodologia Microsoft Solutions Framework (MSF) entra em cena. A MSF possui foco na diminuição de riscos para o negócio e no aumento da qualidade do produto final.

Ou seja, a Microsoft Solutions Framework (MSF) é uma metodologia ágil mais voltada à gestão do projeto e tem como premissas: alinhamento da tecnologia desenvolvida com os objetivos de negócio do cliente; gerenciamento de riscos; desenvolvimento iterativo; escopo bem estruturado e detalhado; entre outros.

Kanban

Termo de origem japonesa, o Kanban significa “cartão” ou “sinalização” e seu conceito é relacionado à utilização de post-its, leds ou outro meio que simbolize e indique o status de transportes ou fluxos de produção em companhias de fabricação em série.

Leia também: Gestor Jurídico: Entenda seu papel no Poder Judiciário!

Metodologia Ágil no Setor Público

Metodologia Ágil no Setor Público: Vantagens

Agora que já conhecemos o conceito e alguns métodos ágeis, saiba as vantagens de implementar a metodologia ágil no setor público.

Confira!

Agilidade

Como o nome já diz, a implementação de métodos ágeis nos processos das organizações do setor público proporciona uma redução no ciclo do tempo de entrega do produto final.

Múltiplas Entregas

Aliado à agilidade, o benefício de múltiplas entregas também faz parte da implementação da metodologia ágil. Ou seja, a equipe desenvolvedora pode construir uma versão do software a ser utilizada pelo cliente, de forma que o desenvolvimento das partes funcionais do sistema sejam antecipadas e o cliente consiga um retorno sobre o investimento (ROI) quase que imediato.

Customização do Produto

Com a implementação da metodologia ágil no setor público, é possível que haja a customização do produto de acordo com as necessidades e demandas do cliente, já que a adaptabilidade é uma das suas características.

Leia também: Tendências para Gestão de Pessoas no Setor Público

Como implementar metodologia ágil no setor público?

Vimos acima algumas vantagens na adoção da metodologia ágil no desenvolvimento de softwares. Porém, a boa notícia é que os métodos ágeis podem ser aplicados em um contexto fora da TI.

Para que sua implementação seja eficiente, é válido ressaltar que é necessário uma transformação do mindset cultural da organização.

O setor público possui processos e demandas detalhadas e, também, um tanto complexas. Para uma melhor desenvoltura destas atividades, é possível praticar a metodologia sprint, em que a cada início de mês, o líder e o gerente de projeto reúnem-se para a revisão dos principais objetivos daquele projeto em andamento. Desta forma, é possível a montagem de uma proposta de atividades detalhadas e a discussão acerca do tempo de execução e prioridade das tarefas.

Outra prática referente à metodologia ágil é a implementação do daily standup meeting. Ele consiste em dar maior visibilidade sobre o avanço das atividades que estão sendo desenvolvidas. Desta forma, quando algum integrante do time tiver alguma dúvida sobre o andamento de determinada atividade, pode checar no quadro, ao invés de precisar fazer reuniões, aumentando, assim, a produtividade.

Leia também: Governo Paperless: 3 dicas para otimizar a gestão pública!

Criar espaços para que integrantes que exercem a mesma função dentro de times diferentes possam interagir e trocar experiências também é uma prática que pode ser saudável e valioso para o seu desenvolvimento. Participações em treinamentos, discussões em grupo e happy hours são boas alternativas.

Neste artigo, você conferiu como implantar metodologias ágeis no setor público, seus benefícios e os principais métodos. Esperamos que o conteúdo tenha sido útil para você.

Conheça o Ergon, sistema de Gestão de Pessoas e Folha de Pagamento e otimize sua gestão agora mesmo. Acesse nosso site e saiba mais!

Iniciativa privada influencia a gestão públicaPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.