BPM e BPA

BPM e BPA: conheça os conceitos e saiba como se complementam

Em um mundo empresarial cada vez mais orientado para a eficiência e automação, termos como BPM (Business Process Management) e BPA (Business Process Automation) tornaram-se essenciais.  

Embora frequentemente utilizados de forma intercambiável, esses conceitos possuem distinções significativas. Vamos destacar as diferenças fundamentais entre BPM e BPA para uma compreensão mais aprofundada e significativa, com um recorte centrado no setor público. 

Qual a diferença entre BPM e BPA?

BPM (Business Process Management) e BPA (Business Process Automation) são termos relacionados, mas referem-se a conceitos diferentes dentro da gestão de processos de negócios.

O BPM é uma abordagem abrangente para gerenciar, otimizar e aprimorar os processos de negócios em uma organização. Isso inclui a identificação, modelagem, execução, monitoramento e melhoria contínua dos processos, com o objetivo de aumentar a eficiência, agilidade e visibilidade organizacional. 

Por outro lado, BPA está mais focado na automação de tarefas dentro dos processos de negócios. Ele utiliza tecnologias e ferramentas para automatizar atividades repetitivas, visando melhorar a eficiência e reduzir a dependência de intervenções manuais.

O BPA pode ser integrado ao BPM, mas nem todo BPM se concentra exclusivamente na automação. Enquanto o BPM abrange a gestão global de processos, o BPA se concentra especificamente na automação desses processos. 

BPM: o que é?  

BPM (Business Process Management) é uma abordagem holística para melhorar e gerenciar os processos de negócios em uma organização, visando alcançar objetivos estratégicos e operacionais. Envolve uma série de práticas, metodologias e tecnologias para otimizar a eficiência, a eficácia e a flexibilidade dos processos empresariais.  

A seguir, confira os principais componentes e aspectos do BPM. 

  • Modelagem de processos: BPM começa com a identificação e modelagem dos processos existentes na organização. Isso envolve mapear as atividades, os recursos, as interações e os pontos de decisão em um processo de negócios. 
  • Execução de processos: uma vez que os processos estão modelados, a execução envolve a implementação prática desses modelos. Pode ser feita manualmente, por meio de sistemas automatizados ou uma combinação de ambos. 
  • Monitoramento e controle: BPM inclui a capacidade de monitorar continuamente os processos em execução. Isso permite identificar problemas, gargalos ou oportunidades de melhoria em tempo real. O controle permite ajustar e otimizar os processos conforme necessário. 
  • Análise e otimização: a análise de desempenho é fundamental no BPM. Métricas e indicadores são usados para avaliar o desempenho dos processos, identificar áreas de melhoria e otimizar constantemente a eficiência operacional. 
  • Gestão de mudanças: implementar BPM muitas vezes requer mudanças culturais e organizacionais. A gestão de mudanças é vital para garantir a aceitação e a eficácia das mudanças nos processos de negócios. 
  • Alinhamento estratégico: BPM busca alinhar os processos de negócios com os objetivos estratégicos da organização. Isso assegura que as atividades diárias estejam em consonância com as metas de longo prazo. 
  • Flexibilidade e adaptabilidade: uma característica essencial do BPM é a capacidade de adaptar-se a mudanças nas condições de mercado, regulamentações ou demandas do cliente. Isso garante que os processos permaneçam relevantes e eficazes ao longo do tempo. 
  • Tecnologia BPM: muitas organizações utilizam softwares específicos de BPM para facilitar a modelagem, execução, monitoramento e análise de processos. Essas ferramentas ajudam na automação e na gestão eficiente dos fluxos de trabalho. 
  • Ciclo de vida contínuo: BPM não é um projeto único, mas um ciclo de vida contínuo. A melhoria contínua é incorporada, e os processos são ajustados conforme necessário para atender às mudanças internas e externas. 

BPA: o que é? 

BPA (Business Process Automation) é uma abordagem que se concentra na automação de tarefas e atividades nos processos de negócios de uma organização. Ela utiliza tecnologias e sistemas para substituir ou aprimorar a execução de tarefas manuais e repetitivas, com o objetivo de melhorar a eficiência operacional, reduzir erros e aumentar a produtividade.  

A seguir, estão os principais aspectos e características do BPA. 

  • Automação de tarefas: BPA visa automatizar tarefas rotineiras e repetitivas, como coleta de dados, processamento de formulários, envio de e-mails, atualização de registros e outras atividades que normalmente demandam tempo e esforço humano. 
  • Integração de sistemas: BPA frequentemente envolve a integração de sistemas e aplicativos diferentes para permitir uma execução mais suave e eficiente dos processos. Isso pode incluir a automação de fluxos de trabalho entre sistemas distintos. 
  • Workflow automation: os fluxos de trabalho (workflows) são automatizados para encaminhar tarefas e informações de maneira lógica e sequencial. Isso melhora a consistência na execução das tarefas e reduz a dependência de intervenção manual. 
  • Regras e lógica de negócios: BPA incorpora regras de negócios e lógica para automatizar decisões simples ou repetitivas. Isso garante consistência e conformidade com as políticas organizacionais. 
  • Redução de erros: ao automatizar tarefas, o BPA reduz o risco de erros humanos, melhorando a precisão e a confiabilidade dos processos. 
  • Eficiência operacional: a automação de tarefas leva a uma melhoria significativa na eficiência operacional, permitindo que as organizações realizem mais em menos tempo. 
  • Tempo e custo: BPA tem o potencial de reduzir o tempo necessário para realizar tarefas e, consequentemente, os custos operacionais associados. 
  • Monitoramento e análise: sistemas de BPA frequentemente incluem recursos de monitoramento que permitem o rastreamento em tempo real do progresso dos processos automatizados. Isso fornece dados valiosos para análise e otimização contínua. 
  • Adaptação a mudanças: a automação facilita a adaptação a mudanças nas condições de mercado, regulamentações ou requisitos organizacionais, permitindo ajustes rápidos nos processos automatizados. 
  • Segurança e conformidade: BPA pode ser configurado para garantir a conformidade com regulamentações e políticas de segurança, ajudando a reduzir riscos legais e de conformidade. 
  • Gestão de exceções: sistemas BPA são capazes de lidar com exceções de maneira eficiente, desviando automaticamente para procedimentos adequados em caso de variações nos processos. 

Qual a importância do BPM e BPA para o setor público?  

O BPM (Business Process Management) e o BPA (Business Process Automation) desempenham papéis cruciais no setor público, contribuindo para a eficiência operacional, a transparência, a prestação de serviços de qualidade e a tomada de decisões informada.  

Eficiência operacional  

Ambas as abordagens ajudam a identificar, modelar e otimizar processos, resultando em uma execução mais eficiente das atividades governamentais. A automação de tarefas através do BPA reduz a dependência de processos manuais, economizando tempo e recursos. 

Melhoria na prestação de serviços  

Ao otimizar processos, o setor público pode oferecer serviços mais rápidos e eficientes aos cidadãos. A automação de tarefas rotineiras libera recursos para focar em atividades mais complexas e de valor agregado. 

Transparência e responsabilidade  

O BPM contribui para a transparência ao permitir que os processos sejam visualizados e compreendidos. Isso promove a responsabilidade e a confiança por parte dos cidadãos, que podem acompanhar o andamento de serviços e decisões governamentais. 

Adaptação a mudanças  

A capacidade de adaptar-se rapidamente a mudanças nas demandas, regulamentações ou condições econômicas é essencial para o setor público. O BPM e o BPA fornecem flexibilidade para ajustar processos e procedimentos conforme necessário. 

Redução de custos  

A automação de tarefas por meio do BPA pode levar a uma redução significativa nos custos operacionais, eliminando a necessidade de recursos humanos em atividades repetitivas e permitindo uma alocação mais eficiente de recursos. 

Análise de desempenho  

Ambas as abordagens permitem o monitoramento contínuo e a análise de desempenho dos processos governamentais. Isso fornece dados valiosos para aprimorar a eficiência e a qualidade dos serviços ao longo do tempo. 

Cumprimento de normas e regulamentações 

O BPM e o BPA facilitam o cumprimento de normas e regulamentações governamentais, garantindo que os processos estejam em conformidade com as leis e políticas estabelecidas. 

Melhoria na tomada de decisões 

O acesso a dados em tempo real, proporcionado pelo BPM, permite uma tomada de decisões mais informada. Isso é vital para a gestão eficaz de recursos públicos e a implementação de políticas governamentais. 

Atendimento ao cidadão 

Ambas as abordagens contribuem para aprimorar o atendimento ao cidadão, agilizando processos e garantindo que as necessidades da população sejam atendidas de maneira eficiente. 

Inovação e modernização

A implementação de BPM e BPA no setor público promove a inovação e a modernização, permitindo a adoção de práticas mais avançadas e a integração de tecnologias emergentes para aprimorar os serviços governamentais. 

O BPM e BPA são fundamentais para promover a eficiência, a transparência, a responsabilidade e a inovação no setor público, proporcionando benefícios tanto para as organizações governamentais quanto para os cidadãos atendidos.

Escolha de um sistema que forneça BPM e BPA

Ao longo deste artigo, foi elucidado que o BPM e BPA são essenciais para o dia a dia das organizações, sejam elas públicas ou privadas. Para incorporar essas metodologias, escolha um sistema que garantam a automação e fluxo eficiente de trabalho.  

O Ergon, por exemplo, é um sistema que oferece consistência na automação e análise de processos de toda a vida funcional do servidor público, desde o ingresso até a aposentadoria. Com uma presença consolidada em 8 estados e 4 capitais, e com um impressionante total de R$ 130 bilhões por ano administrados em despesas de pessoal, além de 2,5 milhões de pessoas geridas em folha de pagamento, o sistema é uma solução completa e confiável.    

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.